Pronomes Relativos

Cultura & Cotidiano por Juliana Marcondes

  • Contato
  • Tiago Bettencourt

    Por Juliana Marcondes

    Dia desses descobri um músico português que tem canções lindas.

    Tiago Bettencourt é de Coimbra e desde 2003 integra uma geração de cantores portugueses que se dedicam a composições que misturam o lirismo das letras com arranjos modernos, bons de se ouvir.

    Falar de música é complicado, melhor mesmo é escutar. E sentir.

    Minhas preferidas: Outono, Jardim, Se me aproximar e Canção do Engate.

    20141019-125723.jpg

    Tiago Bettencourt
    Portugal, 2014

    Voltando

    Por Juliana Marcondes

    Andei sumida, é verdade. Não gosto da desculpa de falta de tempo. Talvez tenha sido um “tempo” de falta de energia mesmo.

    Mas vamos voltando, devagar.

    Há um ano atrás, antes de embarcar para Portugal, não podia imaginar que esse poema de Leminski, postado às pressas antes de entrar no avião, faria hoje tanto sentido.

    Que venha um novo ano de Lisboa, continuando uma viagem que foi, partida.

    20141004-122200.jpg

    Lisboa, 04.10.14.

    Share on Tumblr

    Terceira Pessoa

    Por Juliana Marcondes

    Do mesmo diretor de Crash, vencedor do Oscar de melhor filme em 2004, Terceira Pessoa é um daqueles filmes intrigantes. Apesar de descrito pelas críticas como “pretensioso” e “amador”, não consigo dizer que é um filme ruim. É construído de forma interessante em torno de três histórias de mágoas e culpas que se entrelaçam em pequenas cenas. Ao final, as dúvidas sobre o que foi real e o que foi contado na terceira pessoa.

    Michael é um escritor premiado que procura em Paris inspiração para terminar o seu último livro após uma série de desastres pessoais. Tem ao seu lado Anna, sua amante e escritora iniciante que deseja começar a publicar, mas que esconde um segredo doloroso. As outras duas histórias paralelas acompanham Scott, um homem que em Roma apaixona-se por uma bela cigana que o envolve em um jogo de chantagens; e Julia, uma ex-atriz que quase matou o seu próprio filho e que agora enfrenta uma batalha judicial em Nova Iorque.

    Histórias de vida camufladas pela narrativa.

    20140823-121946.jpg

    (*) O filme deve estrear no Brasil em Setembro.

    Third Person
    Paul Haggis, 2014
    Trailer

    Lisboa sem Palavras

    Por Juliana Marcondes

    O post de hoje diz muito sobre Lisboa, sem dizer.

    Bernardo Etges é meu primo. Engenheiro, viaja pelo mundo a trabalho. E na rotina atribulada de uma #vidanamala consegue perceber momentos e captá-los através da fotografia.

    Fica aqui um incrível registro fotográfico de um feliz sábado à tarde.

    20140801-230009.jpg

    20140801-230046.jpg

    20140801-230830.jpg

    20140801-230211.jpg

    20140801-230247.jpg

    20140801-230321.jpg

    20140801-230403.jpg

    20140801-230444.jpg

    20140801-230938.jpg

    20140801-230536.jpg

    20140801-230711.jpg

    20140801-230630.jpg

    20140801-230646.jpg

    Para ver mais fotos do Bernardo (e viajar!): Click-se

    Fotos: Bernardo Etges, 2014
    Todos os direitos reservados
    Click-se

    Ele ficou

    Por Juliana Marcondes

    - Bah guria!

    Ele gritava e abria os braços sempre que me via.

    Nunca moramos perto, mas sempre estivemos… perto. Mesmo agora, em que o Oceano Atlântico nos distanciava, eu às vezes ligava e conversávamos sobre os dias. Eu sabia que a saúde andava fraca e desejava força. Ele sabia que a vida desafiava e me dizia que estaria sempre comigo. Tudo isso sem precisar falar muito. Nas entrelinhas do carinho.

    Meu avô foi a pessoa mais doce que conheci.

    Ele partiu… mas ficou nas inúmeras lembranças, nessa coisa boa e sentida que chamamos saudade.

    Ficou no canto alto de seus canarinhos de manhã cedo. Ficou nos veraneios em Atlântida, nos emails com powerpoints sobre as maravilhas do mundo, no pedido de cafezinho no meio da tarde. Ficou nos jantares da Ajuris, nas homenagens que fez e recebeu, ficou no exemplo de integridade que foi. Ficou nos churrascos de domingo, em sua poltrona de frente para a televisão, no rádio ligado nas notícias noite adentro.

    Ficou, principalmente, nas pessoas. Nos netos que sentirão a falta do abraço do vô, nos filhos que levarão para sempre as lições e o amor do melhor pai que poderiam ter. Nos amigos que vibravam com sua presença e entusiasmo. Ficou na Marlene, minha querida vó, lembrança mais viva e bonita da saudade que ele deixou.

    Obrigada Vô Gaspar, por ficar.

    20140705-125026.jpg
    1987: eu, ele e dani.

    Share on Tumblr

    Pensão Flor

    Por Juliana Marcondes

    O post de hoje é sobre uma banda de Coimbra, a Pensão Flor.

    Eles tem pouco mais de um ano de estrada e despontam como uma das promessas da música portuguesa contemporânea.

    As letras são como poemas e a sonoridade das canções é incrível.

    São sete músicos e muita história pra contar.

    Para entender do que eu estou falando, basta ouvir Na volta de um Beijo.

    20140602-232319.jpg

    20140602-232438.jpg
    Fotos do CD e do lindíssimo show em Lisboa.
    Maio, 2014

    Pensão Flor
    www.pensaoflor.pt
    facebook.com/pensaoflor
    agenciamento@pensaoflor.pt