JULHO

  • por Juliana Marcondes 24/jul/16

    Chega
    perto.
    Chega
    disso.
    Vem pra
    cá.
    Sai de
    lá.
    O que vi
    ficou.
    O que foi
    voltou.
    Perto, perto.
    Longe, parte.
    Forte
    está.
    Não
    sei
    como.
    Tão
    bom
    é.

    Lisboa, julho de 2016.

    Comentários

    Comente agora!

    Ou comente aqui